%PM, %02 %859 %2017 %16:%Dez

Meu relato do parto da Aline Kherle e Marcos

A Aline descobriu a gente pela internet, é paulistana, médica veterinária, doutorada e pós-doutorada, morou fora do país e eis que resolveu vir morar em uma fazenda da família próximo a Aliança do Tocantins, há cerca de 2 horas de Palmas. Conheceu um engenheiro elétrico, Marcos, na verdade o irmão de uma grande amiga da vida toda, um cara também bem cosmopolita que já viveu em vários lugares do mundo, mas eis que ele também nutria um sonho semelhante ao dela, perceberam que tinham muitas coisas em comum e ambos, resolveram unir o útil e agradável e estão de cultivando terras e criando gado de uma maneira mais sustentável, ecologicamente correta, um projeto original e muito interessante.? ?

Se uniram, penso eu, no amor e na vida, e trabalham muito nesse que é o projeto de vida dos dois. Resolveram ter filhos, ela engravidou, veio fazer o pré-natal em Palmas e nos encontrou, pela internet, a conheci e de cara, já surgiu uma grande simpatia pelo seu jeito simples de ser, suas ideias e hábitos naturais e saudáveis, achei interessante o pouco que soube seu trabalho na fazenda como veterinária. 
Ela queria um parto domiciliar planejado, PDP, em um apartamento que possuem aqui em Palmas, falei do Alexandre, e ela começou o pré-natal. Porém, por morar longe não participou do grupo na frequência normal, passou a vir em algumas palestras, uma ou outra aula quando estava por aqui. Mais no final passou a vir com mais frequência, andou tendo uma cólicas, dor de cabeça, e acho por bem ficar mais por aqui, o que eu achei ótimo. No dia 2/11 o Marcos veio e fizeram a Oficina de parto natura e depois ela ficou por aqui, passou a participar do grupo com mais frequência e logo fez muitas amizades com as meninas que também simpatizaram muito com ela, sempre muito disponível e estudiosa, sempre pesquisava e trazia novidades variadas, principalmente em relação a nutrição e outras do interesse de todas, inclusive meu. 
Aos poucos foi repensando a ideia do parto em casa e após um dia em que acabou a luz em Palmas, resolveu que seria mais seguro ir para a maternidade, vai que precisasse de transferência para a maternidade e tivesse que descer vários andares de escada...sua mãe a simpática D. Zuleika que já estava por aqui, cuidando e curtindo a filha, achou ótimo...?? 
Para completar a simpatia das meninas por ela, eis que resolveu se oferecer para pintar as barrigas das colegas, foi um sucesso, e um trabalho muito lindo e de muita amorosidade e sensibilidade pura, D Zuleika ajudou e ela fez um monte de barrigudas felizes.??
A mulher é polivalente, uma verdadeira artista plástica...??????
E o tempo passando e ansiedade chegando, como teve muitas contrações um tempo antes, achou que o parto aconteceria antes das 40 semanas. Com cerca de 38 semanas começamos a acupuntura, fez a massagem perineal associado ao epi-no. A menina, Annevi, não parava quieta, mexia na barriga mais que tudo, virava de um lado para o outro, chutava muito as costelas da mãe, impressionante...☺️☺️ 
As contrações começavam a noite, tinha algumas mais fortes, mas depois paravam completamente, o pai apostou no dia 18, também tinha mudança de lua, mas...parecia que ia, mas parava. Fazíamos acupuntura, muita conversa, meu medo é que a ansiedade a atrapalhasse, ela nunca falou em cesárea ou qualquer outro tipo de intervenção como analgesia, estava na torcida. Ela além das nossas atividades propostas, fazia Yôga, meditação... Chegou o dia 23/11, 9 meses completos, 40 semanas, segundo a data da última menstruação e nada... Mas, permaneceu firme, continua vindo nas aulas diariamente, acupuntura, as vezes umas cólicas mais forte um cansaço, e eis que ela me relatou que estava sentindo um cheiro de sangue, achei estranho, nunca tinha ouvido esse relato, la vai ela pesquisar e descobriu que essa percepção olfativa são relatadas por algumas mulheres quando a fase latente do trabalho de parto começa, muito interessante, Aline também é cultura...????? 
Em uma das avaliações o obstetra fez o toque e percebeu que o colo apesar de pouco dilatado estava fino e molinho, muito bom... Marcos, vinha e voltava para fazenda. Teoricamente, estando tudo bem com a mãe e bebê poderíamos esperar até 42 semanas, mas se viesse antes... melhor!
No domingo à noite a Thaís outra gestante aqui me mandou uma mensagem perguntando sobre o horário da reunião do IDE, centro espírita que frequento aos domingos a noite, resolvi convidar a Aline para ir também, ela topou, seria uma palestra cantada, muito bonita, elas toparam e fomos, ao final um grupo de médiuns muito gentilmente transmitiram um passe especial para as duas, ou seria os 5?..rs Thaís está grávida de gêmeos..??????
Na segunda, de manhã ainda foi nos ajudar na manifestação e passeata contra a Violência Obstétrica na porta do Dona Regina, deu entrevista e tudo mais... mais tarde foi na consulta fez cardiotocografia, tudo ótimo, Alexandre fez um toque e tentou descolar um pouco a bolsa, também para dar uma “estimuladinha”.??
Na terça, pela manhã, 28, novidade, começou a perder tampão, mas nada de contrações...rs Mais tarde Aline e a mãe me convidaram para almoçar, foi ótimo, conversamos bastante, ela e a mãe estavam bem tranquilas e confiantes, eu é que queria que a Annevi nascesse antes de sexta pois eu iria viajar, e apostei com elas que ela nasceria no dia 29, uma excelente maneira de comemorar o aniversário do meu caçula Lucas Manduca que é 29 de novembro. 
Ela fez a aula de hidro a noite, depois fiz moxa e logo sai para me aprontar para a palestra. Ainda sentada enquanto eu fazia a moxa ela sentiu um liquido descer nas pernas, ficou meio na dúvida, depois ao se levantar viu que desceu uma quantidade maior, cheirou, viu que era clarinho e concluiu que era a bolsa, também perdeu mais tampão...me mandou uma mensagem avisando, Obaa!! ????????Falei com ela, me disse que estava sem contrações, sugeri que avisasse o Alexandre e que esperássemos as contrações começarem, ela estava sentindo a bebê bem ativa, então está tudo sob controle...
Fui dar minha palestra apreensiva, mas esperei que ela mandasse notícias, não queria acordá-la. 
Por volta da 1 da manhã ela me mandou mensagem dizendo que estava tudo parado, mas uma vez conversamos sobre os movimentos do bebê no útero, falei que poderíamos esperar pelo menos por 6 horas as contrações começarem espontaneamente, continuava perdendo tampão. Sugeri a ela que fizesse um auto toque, afinal é uma médica veterinária e sabe como devem ser as coisas...ela disse que só conseguiu colocar um dedo e que achava que estava igual quando o médico avaliou. 
Fomos dormir, por volta das 6h ela me disse que teve poucas contrações e que as 9:20 tinha consulta marcada, sugeri então, que antes da consulta viesse aqui na clinica, fiz acupuntura específica para estimular as contrações, alguns exercícios com ela e foi para a consulta. Falei com o Alexandre e ele disse que seria bom já fosse para internar. Ela não queria tomar antibióticos, usou muito Kefir e Combuchá a gravidez toda.... 
Na maternidade Alexandre avaliou achou o colo ainda grosso e pouco dilatado e sugeriu induzir com misoprostol comprimido que é colocado na vagina e ajuda a amolecer o colo e esse amolecimento acaba estimulando as contrações. Ficamos nos falando por mensagens, e disse que quando ela achasse que eu seria útil me chamasse, ela fez o Marcos comprar super almoço de picanha, comeu, descansou após o almoço...só cólicas ou seja, contrações fracas pouco dolorosas, mas presentes, bom sina.???? 
Por volta das 13h horas ela me mandou uma mensagem dizendo que estava com medo da indução falhar, ? disse que tínhamos que ser positivas, tudo iria dar certo!???? 
Por volta das 16h as contrações começaram mais efetivas. Por volta das 17h fui para lá, cheguei e ela estava sentada em um tapetinho no chão, ouvindo mantras e meditando, perfeito! ??????
Mais um pouco e, agora sim as contrações começaram a ficar mais frequentes, passamos a marcar e aos pouco via que aquela carinha sempre tão serena ia se fechando durante as contrações, graças a Deus! Começamos a nossa maratona, exercícios na bola, massagens, posturas variadas, o Marcos me ajudando em tudo, fico bastante de cócoras e nessa posição sentia que o bebe realmente descia mais e claro doía mais também. A trilha sonora estava perfeita e ela cantava entre as contrações. 
Por volta das 18h os gemidos começaram e vimos que a fase ativa do trabalho de parto tinha se instalado. Auscultava os batimentos cardíacos da Annevi e estava ótimo, por volta de 140bpm, o tempo todo. 
Alexandre veio no quarto, mas evitava de ficar tocando, não queria ficar gerando expectativas. Por volta das 19h as contrações bem fortes, queria sugerir a banheira e pedimos para o Alexandre avaliar, 6cm, bebê mais baixa e ele parecia sentir ainda uma bolsa por ali, ou seja, parecia que na verdade tinha havido uma rotura alta ou parcial da bolsa e não total, o que era ótimo, afinal já estávamos com 23 horas de suposta bolsa rota. Ela entrou na banheira, as contrações estavam bem fortes e compridas, ela começou a vocalizar a cada contração, não queria mais música e aquele olhar perdido de mulher na “partolândia” se instalou, sugeri baixinho que tentasse manter a conexão com seu corpo para perceber o que ele queria que ela fizesse ou permitisse e assim ela fazia, ela é boa nisso...??
Depois de cerca de 40 minutos quis sair da banheira, achou que lá doia mais, quis ir para o chuveiro a levamos, pediu para desligar a música e ficamos em silêncio, Marcos do lado a sustentava, as vezes ficava de cócoras, começou a vontade de evacuar, evacuou. Quis descansar um pouco, foi para cama, fizemos várias manobras com ela, Marcos e eu, massagens, movimentos com bebozo, sugerimos a posição de 4 apoios, pressão variadas na pelve...muita dor, ela disse, depois de uns gritos: “Não quero mais!” Pensei comigo, como assim? Falei com ela: Está perto Aline, já, já vai nascer! Ela dizia: Perto quanto? 
O Alexandre disse que se fosse necessário poderíamos fazer a analgesia, eu sabia que ela não queria, não fazia parte de seus planos. Alexandre fez novo toque, 8 cm, o bebê tinha descido mais e o colo estava bem mais mole e centralizado, mas ele não conseguia sentir bem a cabecinha da bebê para ver se estava em posição desfavorável. Percebemos que o puxos tinham começado ela quis ficar em posição lateral na cama, fez força e eis que saiu muita água, finalmente por voltas das 20:30 a bolsa rompeu completamente, líquido clarinho...???? 
O período expulsivo começou, e veio o tão esperado e inacreditável alívio, é que nessa hora, quando fazemos a força a dor se torna muito mais suportável e o intervalo entre as contrações também, o negócio é ajudar a mulher a superar a transição até esse momento. Ela ficou de lado e de quatro, porem ao fazer força sentia dor no ânus e isso a impedia de fazer com a intensidade que deveria, percebi e com a ajuda de uma compressa pressionei o a região e ela conseguia então fazer a força necessária, comecei ver a cabecinha da Annevi, que alegria!! ???????
Ela vinha e voltava no canal vaginal, o que é normal e bom para preservar a integridade do períneo, fizemos massagem com óleo no períneo, porém ela estava bem cansada então sugeri que voltássemos para posição vertical na banqueta ou cócoras pois isso agilizaria esse finalzinho, ela topou e fomos para a banqueta, Marcos atrás dela na bola, fazia força depois ficava em pé, mobilização do quadril, as vezes deitava um pouco no colo dele... foram umas 4 ou 5 forças e a finalmente a Annevi começou a coroar, ela colocou a mão e acariciou a cabeça da filha que estava já começando a sair, mais um pouco e a cabeça saiu e ficou ali parado, ela segurando, parecia mesmo que queria ser a primeira pessoa a segurar sua “maçãzinha madura”, como diz ela... Alexandre se controlou para manter, “hands off” e esperar a próxima contração, que veio na sequência e ela escorregou, Aline pegou a bebê, Alexandre ajudou a ajeita-la no colo da Aline, 21:48h, a pediatra Valéria que estava já estava presente se apressou a colocar a toalha trazida pela família para ser o primeiro pano a tocar o bebê. Marcos atrás, da Aline discretamente chorava emocionado. Foi lindo!! Ela encantada com sua cria ainda com cara de partolância...rs Abri a porta e deixei entrar mãe e avó da Aline que há horas estavam apreensivas do lado de fora... D. Zuleika entrou chorando e muito emocionada....
Annevi nasceu muito bem, e o parto foi lindo e super natural como era o desejo da Aline, a única intervenção necessária foi o Miso, mais nada! E para completar, nada de laceração, nem escoriação se quer. O cordão foi cortado pelo Marcos após parar de pulsar, tiveram contato pele-a-pele por 1 hora a danadinha pegou no peito super bem. O pai ficou bobo, só queria ficar com a menina no colo, lambendo a cria, (ele quem queria fazer o contato pele-a-pele com a Annevi...rs) Eles levaram a placenta para ser adubo de uma bela árvore que vão plantar na fazenda. Por volta das 23h, colocamos roupinha na Annevi que pesou 3375g e 51cm e a entregamos para o pai babão e fomos ajudar a Aline a tomar banho e colocar sua cinta, ficar pronta para comer a super pitzza que foi pedida, afinal estávamos mortos de fome e nada como acabar um maravilhoso parto desses em pitzza, afinal, ali só tinha paulistano....☺️☺️☺️
Depois a Aline me disse que a hora que ela falou que não queria mais, não era pensando em analgesia e muito menos em cesárea, quis dizer que queria brincar de outra coisa...rs, mas quando ouviu o Alexandre falar em analgesia pensou: “Não vou querer usar isso” e concentrou em fazer o que tinha que ser feito, muito bem garota!!!
Agradeço a Deus o prazer e a honra que tive de estar presente nesse momento tão linda da vida dessa família! Que Jesus os abençoe sempre com muita saúde e amor!!

 — com Aline Kehrle e Aline Kehrle.

planoparto 570x100

 

FISIOPALMAS

Pioneira no Tocantins, a FISIOPALMAS, iniciou suas atividades na nova capital no início de1993. Leia mais...

Núcleo Gestar Feliz

O Nucleo Gestar Feliz é composto de uma equipe interdisciplinar que tem como objetivo incentivar e apoiar a gravidez e parto consciente. Leia mais...

 

TELEFONES

(63) 9 8141-1001 (Tim)whatsapp

(63) 9 8447-5155 (Oi)

(63) 3028-1556 (Fixo)

(63) 3028-1558 (Fixo)

 fisiopalmas.to@gmail.com

© 1993 - 2017 FISIOPALMAS. Todos os DIREITOS são reservados.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27